Borboletando


Difícil encontrar um lugar com tantas borboletas. Elas são muitas, de todas as cores e tamanhos e deixam as Cataratas do Iguaçu ainda mais bonitas.  Fui visitar o lado argentino no domingo, um típico passeio em família. É que meus pais vieram comigo. Uma maneira legal de se despedir. Pois bem, voltei às Cataratas argentinas depois de 11, 12 anos. Não lembrava o quanto esse lugar é bonito. Indescritível.

 

Voltando às borboletas, a que me chamou mais atenção foi uma borboletinha branca com listras pretas, um detalhe vermelho e o número 88 estampado nas asas. O infinito. Curioso isso para um inseto de vida tão curta…A gente pode ver também muitos e muitos outros animais dentro do parque. Vi um bandinho de gralhas amarelas que, em cima das árvores, pareciam estar se exibindo para quem parava para fotografar. Os quatis são um episódio à parte. Eles se aglomeram perto das lanchonetes em busca de comida. Cheiram tudo o que veem pela frente e são tão bonitinhos. Mas muito cuidado, porque eles podem roubar o seu lanchinho. Um casal de uruguaios estava sentado num banquinho tomando tererê e se preparava para um picnic. Os quatis foram se aproximando sem que eles ou ninguém à volta desse conta. De repente, um deles deu o bote: arrancou um pacote de sanduíches da mão do rapaz e saiu correndo em direção a uma árvore. Outros dez bichinhos daqueles foram seguindo o ladrão em fila indiana e fizeram a maior folia com a comida. Uma barulheira que atraiu a atenção de quem estava pelas redondezas. E turista que é turista não deixa por menos né…lá se vão mais alguns flashes. E o casal teve que se contentar com o tererê.

 

infinita

infinita

Ah é, as Cataratas, sim, sim. Foi um espanhol, Alvar Nuñes Csbeza de Vaca, quem descobriu as Cataratas do Iguaçu em 1541. Dentro do Parque Nacional Iguazu, um trenzinho que leva os visitantes até perto das quedas. Só o passeio de trenzinho já vale o ingresso, que para brasileiros custa 30 pesos. Há vários saltos, o mais bonito e impressionante, sem dúvida, é a Garganta do Diabo, que tem 150 metros de altura. O volume de água é enorme, e olha que a região vive um período de estiagem, o barulho é grande e, dependendo do vento, dá até para se molhar um pouquinho. As passarelas são relativamente novas, foram inauguradas em 2001. Andando por elas, é possível passar por baixo e por cima das águas. Isso faz o lado argentino bem mais emocionante que o brasileiro.

 

piuiii, piuiii

piuiii, piuiii

 

garganta e renata

garganta e renata

 

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Pelo mundo

5 Respostas para “Borboletando

  1. Giselle Brisk

    Lindinha…saudades imensas já!

  2. alexandermarques

    Vai dizer… essa minha terra não é linda? Abraços!

  3. admirador secreto

    Saudades de vc renata, boa viagem. beijooooss

  4. Pah

    Muito bem… Abra suas asas e voeeeeeeeeeeeeee…
    Bjokas

  5. silvana

    Realmente as borboletas nas cataratas são um show à parte ,parabéns pela foto. beijos!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s