Longa jornada e percalços pelo caminho. Enfim, Chile!


Minha jornada para chegar ao Chile foi longa. Depois de passar mais três dias em El Calafate, decidi pegar um avião para Bariloche e de lá um ônibus para Puerto Montt. O pôr-do-sol que vi lá do alto, batendo na cordilheira foi espetacular. Vermelho, alaranjado, amarelo e rosa se misturavam com o branco das montanhas. No outro dia, embarquei num ônibus para uma jornada de mais 7 horas até a cidade de Puerto Montt, no Chile. Cruzei a Cordilheira dos Andes por terra. O dia estava lindo, mas confesso que, pela primeira vez, não pude curtir muito bem a paisagem. E logo eu que esperei tanto por este momento. Enjoada e com o coração partido em mil pedaços, ficou difícil abrir os olhos e admirar a vista. Dormi quase o trajeto inteiro.

Eu tinha decidido que Puerto Montt seria a minha base e que de lá eu iria conhecer Puerto Varas, Frutillar e Chiloé, em viagens de um dia ou dois, quem sabe. Mudei de ideia assim que cheguei na cidade. Grande, barulhenta e suja, Puerto Montt fica às margens de um canal que a liga ao Pacífico. É lá que chegam os barcos que atravessam o Chile desde o sul, lá de Puerto Natales, que lá atrás havia sido minha primeira opção de entrada no país. Desembarquei na rodoviária e peguei um mini-bus até Puerto Varas. Da estrada já deu para ver a beleza do vulcão Osorno, o mais famoso da região. Puerto Varas fica às margens do Lago Llanquihue, o segundo maior do Chile, e tem colonização alemã. Esse sim seria o lugar ideal.

 

pôr-do-sol em puerto varas

pôr-do-sol em puerto varas

onde ficar:

Hostel Casa Azul (Manzanal, 66).

A cinco minutos caminhando do centro e do lago, esse hostel é uma graça. O dono é alemão e mora nos fundos. É um lugar para se sentir realmente em casa, com um jardim amplo, uma cozinha linda – com todos os utensílios que você precisa para cozinhar –, móveis de madeira rústica e quartos e banheiros amplos e limpinhos. A diária em quarto coletivo (dois beliches) sai por 7.000 pesos chilenos na baixa temporada (1 dólar vale cerca de 560 pesos chilenos).

cozinha linda na casa azul

cozinha linda na casa azul

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Pelo mundo

3 Respostas para “Longa jornada e percalços pelo caminho. Enfim, Chile!

  1. Juliane

    Como assim coração partido?!?!?!?

  2. Mariana Dias

    Ia perguntar a mesma coisa! 🙂

  3. Oi Renata.
    Tivemos o prazer de conhecer vc em Puerto Varas ,na cozinha da Casa Azul.Max e eu conversamos sobre o seu corajoso e lindo projeto de viagem.Então,fomos para Bariloche,que adoramos e chegamos em Buenos Aires.Fizemos esta viagem de onibus,que por sinal ,é excelente.A gente nem ve o tempo passar .E olha que são 20h de viagem.Aqui em Buenos Aires tivemos um desagradavel contratempo.Roubaram a minha bolsa com meus documentos e o visto de entrada no pais.Um trauma na minha vida.Fiquei sem a minha maquina fotografica e outos objetos de grande valor estimativo.Uma tristeza.Soubemos no consulado que e altissimo o indice de roubo a turista.Portanto,tome muito cuidado.Separe todos os seus objetos para diminuir riscos.Boa sorte e boa viagem.Tomara mesmo que vc invente um mundo sem gente ruim.Um beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s