Enfim, ele!


Andar sobre um glaciar em cima de um vulcão é uma experiência que eu ainda não tinha tido. E foi fantástico. Cheguei ao Cotopaxi com um grupo de seis pessoas: Patricia, três franceses (incluído aí nosso amigo Antoine, que conhecemos em Huaraz) e um escocês. Eles foram todos com um objetivo: subir ao topo do vulcão. Por isso, três guias nos acompanhavam. Eu fui junto para tentar viver algo um pouco diferente, mas não me arriscaria a tentar subir uma montanha com mais de 5.000m de altitude. Ainda não cheguei nesse nível de preparo físico, seria demais para mim.

o cotopaxi

o cotopaxi

o glaciar

o glaciar

jantar antes da escalada

jantar antes da escalada

Acompanhei o grupo até o refúgio (4.800m) e fiz um treinamento no glaciar com eles. Um espetáculo! À uma da manhã, o grupo saiu do refúgio rumo ao topo. A noite estava linda, lua cheia e estrelas iluminando o cume branco. Tudo prometia ser perfeito. Eu me ajeitei no saco de dormir (ou melhor, nos três sacos) e caí no sono, apesar do frio absurdo que fazia dentro daquele refúgio. Quando acordei fiquei sabendo que as condições do tempo tinham mudado e que talvez o grupo, dividido em três, poderia não conseguir chegar ao ponto mais alto. Patricia, um dos franceses e o escocês retornaram ao refúgio sem conseguir. Nevava e ventava muito e seria arriscado continuar. Os outros dois franceses continuaram e às oito da manhã estavam de volta contando que não foi possível ver nada lá de cima. No dia anterior, o grupo que tentou conseguiu o feito e o dia estava lindo. Para mim, mesmo passando frio, valeu ter conhecido um pouquinho do Cotopaxi.

Mais:

 – O Cotopaxi fica dentro de um parque nacional (10 dólares para estrangeiros). Mas a ideia de parque nacional por aqui é um pouco diferente do que estamos acostumados a ver em outros países. O que predomina na paisagem são as árvores de reflorestamento (pinus) e as plantações e vacas dos indígenas. Vi também alguns lugares onde ocorreram incêndios propositais e algumas árvores cortadas…

– Antes de chegarmos ao Cotopaxi, passamos no tradicional mercado do vilarejo de Saquisilí. Ele acontece todas as quintas-feiras e é bastante famoso na região. Pode-se de tudo, desde comidas típicas a móveis, produtos de limpeza, artesanato e frutas. A atração rendeu fotos interessantes.

compras do mês

compras do mês

parece que a cholita não gostou muito da foto...

parece que a cholita não gostou muito da foto...

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Pelo mundo

Uma resposta para “Enfim, ele!

  1. lu

    Saudades, cada coisa linda hein?
    Pois tô achando que tu não volta mais…
    Vai se perder pelo mundo!!!
    beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s