Vulcões mil


A passagem por Baños foi rápida. Optei por ficar descansando no hostel (um dos melhores e mais baratos da viagem) ao invés de ir conhecer as cachoeiras do lugar. Valeu pelas pessoas que conhecemos por lá. A cidade também é muito simpática e bastante conhecida por ficar aos pés do vulcão Tungurahua, que entrou em erupção pela última vez em 2006. Há rotas de fuga e sirenes que podem tocar a qualquer momento caso haja algum risco de erupção. Não foi o caso enquanto estávamos lá, pois já faz um tempinho que ele está “dormindo”.

quilotoa: a lagoa na cratera do vulcão

quilotoa: a lagoa na cratera do vulcão

Mas nossas energias estavam mesmo voltadas para outro vulcão: o Cotopaxi (5.897m), um dos mais famosos do Equador. Duas horas de viagem e estávamos em Latacunga, cidade base para explorar a grandiosidade. O centro histórico de Latacunga é super simpático, mas as atrações do lugar são mesmo o Cotopaxi e a Laguna Quilotoa, que se formou na cratera de um vulcão extinto. Fomos conhecer a lagoa num dia bonito, mas de muito vento. Para chegar até lá pode-se pegar um ônibus local até a cidadezinha de Zumbahua e de lá um caminhãozinho até a entrada (dois dólares para estrangeiros). A vista de cima é impressionante e se pode descer até o lago. É como se estivéssemos entrando na cratera de um vulcão. E, de fato, estamos, mas a lava deu lugar a água de cor azul turquesa . É possível caminhar em volta da cratera toda, o que leva cerca de cinco horas. Em volta, além de Zumbahua, existem outros povoados indígenas que não tivemos a oportunidade de conhecer, mas que ainda conservam muitas tradições quéchuas.

Mais:

– Os equatorianos adoram fritura. As ruas de Latacunga cheiram porco frito. Explico. A comida típica do lugar é a chugchucara, uma fritada de pedaços de porco, corinho (aqui conhecido como chicharón), banana e banana. Eu não provei. Nos restaurantes mais “gringos”, o prato vem bem apresentado, mas nas ruas…

delícia...

delícia...

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Pelo mundo

2 Respostas para “Vulcões mil

  1. ALIR

    Olá Renata, tudo bem!
    Grande aventura, meus parabens pela dedicaçäo, garra, vontade.
    Dá pra gente viajar um pouquinho com vocës. Ver com seus olhos. Gostei dos relatos.
    Recebi seu endereco do pessoal da COPEL e tenho acompanhado sua viagem. Muito legal.
    Se tiver um tempinho envio o blog do meu filho que também anda por estas bandas, quem sabe se encontram.
    Abs,
    Alir
    Curitiba/PR
    http://rudiadventure.blogspot.com/

  2. Renata
    Entro pela primeira ver neste site e já gostei,você me ajudou bastante na pesquisa de Geografia,tudo de bom pra você e que você continue viajar com muita força,para que vejamos sua aventura!
    Bjis,Bárbara
    V.da Conquista-Bahia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s