Da fronteira à Popayan


A viagem para Colômbia incluiu um ônibus que derrapou na pista (ainda no Equador), um taxi para chegar à imigração e outro para a já colombiana cidade de Ipiales. Não há muito o que fazer por lá (a não ser conhecer o santuário de Las Lajas, que acabamos não visitando), então seguimos para mais uma viagem: agora com destino a Popayan, a cidade branca do país (conhecida assim pela conservada arquitetura colonial e pelos casarões brancos). Mais nove horas pelo caminho e a primeira constatação: a maioria dos ônibus de viagem colombianos são, na verdade, micro-ônibus. Nove horas num micro-ônibus¿ Embarcamos. Logo veio a certeza de que por aqui todos dirigem como loucos e muito, muito rápido. Nosso onibuzinho quase bateu e foi aí que resolvemos parar em Pasto, a primeira cidade depois de Ipiales, para passar a noite. Perdemos o dinheiro, mas dormimos bem. No outro dia conseguimos cedo um ônibus (normal!) para Popayan e a viagem foi mais tranquila. Chegamos e nos instalamos no hostel mais chévere (legal) da cidade: o Hostel Trail.

cheguei à colômbia

cheguei à colômbia

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Pelo mundo

Uma resposta para “Da fronteira à Popayan

  1. Dyego

    Dale estrada em Rê…
    : P

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s