A verdadeira Guatemala


Joyabaj é uma cidade predominantemente indígena. Fica a 4 horas de chicken bus de Antigua por uma estradinha não pavimentada, no meio das montanhas verdes do interior da Guatemala. Lugar que nunca imaginei ir, está fora do roteiro turístico, mas que fui conhecer por causa do Mike. O inglês faz um trabalho voluntário naquela região. Ajuda a melhorar a qualidade de vida das pessoas que vivem por lá contribuindo com um projeto internacional chamado “Engenheiros sem fronteiras”. Essa gente, na sua maioria engenheiros americanos, já construiu diversas pontes, escolas e sistemas de água potável no país. E tudo isso só foi possível graças ao esforço do Mike, que faz o meio de campo entre os construtores e o governo de Joyabaj.

roupas coloridas de mulheres e crianças na praça central

Passei dois dias conhecendo as diversas vilazinhas indígenas, acessíveis só com 4×4. Visitando gente simpática, sempre com um sorriso e com a curiosidade estampada no rosto. Tive a sorte de estar por lá numa quinta-feira, quando acontece o tradicional mercado da cidade. A praça central fica lotada de barraquinhas e gente. Vende-se de tudo. De tudo mesmo, como eu nunca vi. Passei algumas horas rodando pelo mercado, atraindo a atenção de quase todo mundo. Crianças, homens e mulheres me olhavam como se eu fosse de outro planeta. Também pudera, a única turista! Mas acho que eu fiquei mais impressionada com eles, com a loucura daquele mercado: galinhas, comida, eletrônicos, gritaria, quiche; do que eles comigo.

vai uma galinha aí?

as mulehres carregam seus bebês nas costas

Mais:

– Quiché é a língua indígena mais falada na Guatemala. Além dela, existem outros 21 idiomas derivados das línguas maias. 

– As roupas das mulheres também mudam conforme a região do país. Mas são sempre coloridas e cheias de vida. 

– Parece um povo perdido no tempo. Mas não é. Essa região de Joyabaj (que faz parte do departamento de Chimaltenango) concentra a maior parte de guatemaltecos que vão em busca de uma vida melhor nos Estados Unidos (são ilegais, em sua maioria). É fácil descobrir quem foi tentar o sonho americano: pelas casas grandes de alvenaria.

– Nessa viagem eu descobri o real sentido de um chicken bus. Não foi legal, não gostei. Passar quatro horas esmagada parecendo uma galinha…

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Pelo mundo

3 Respostas para “A verdadeira Guatemala

  1. ALEJANDRO CASTRO

    Hola, estoy muy contento por ver esta nota en este lugar. Realmente me alegra saber que hayas conocido Joyabaj, es un pueblo muy bonito y yo nací alli. También conozco a Mike porque yo trabaje en un lugar de Joyabaj que se llama Chuixpitá y él junto con PAVA construyeron la escuela en ese lugar. Gracias Renata por las fotos. Yo ahora vivo en Guatemala ciudad, pero voy de vez en cuando a visitar mi pueblo natal.
    Hasta pronto—

  2. inventaomundo

    Alejandro
    me alegro que te gusto el post. Me encanto tu país. una lastima que no tuve más tiempo!

  3. ana biatris carvalhano

    hola voce e mucho estramo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s